ENTENDENDO UM PROJETO

Cada arquiteto possui uma maneira própria de trabalhar, embora todos sigam algumas etapas comuns, objetivando conduzir o projeto da melhor forma possível. Nesse processo, necessidades são estabelecidas e soluções vão sendo materializadas em forma de desenhos e maquetes.

Seguem abaixo, as etapas essenciais para o correto desenvolvimento de um projeto arquitetônico. Deve-se seguir esta sequência para evitar problemas futuros, porque isso com certeza irá atrasar o processo, com dúvidas que surgirão lá na frente.

1. Levantamento de dados:

O cliente demonstra seus objetivos e necessidades. As características do terreno são estudadas (dimensões, solo, escritura, ventos etc).

2. Estudo preliminar:

Através das informações obtidas no “Levantamento de dados”, o arquiteto já tem condições para fazer um esboço inicial do projeto. Deve ser acompanhado de perto pelo cliente, já que trata-se do início da elaboração da planta; antes de continuar o projeto, o arquiteto nesta fase deve receber a aprovação do cliente.

3. Anteprojeto:

Nesta etapa, as dimensões e características da obra serão definidas. Será desenvolvido o projeto com a elaboração da planta-baixa de cada pavimento, contendo informações de cada ambiente, pilares, cálculo das áreas e etc. A volumetria, estrutura, planta de cobertura e instalações gerais serão definidas. O cliente deve aprovar o anteprojeto, para que o arquiteto passe para a próxima etapa.

4. Projeto legal:

Nesta etapa, a configuração do projeto deve estar de acordo com as normas indicadas pelos órgãos competentes, com o objetivo de ser aprovada pela prefeitura municipal.

5. Projeto executivo:

Muito mais técnico, consiste no desenvolvimento detalhado do anteprojeto. O projeto executivo integra o projeto aos projetos complementares (elétrico, hidráulico, estrutural, telefônico, etc), dando plenas condições à execução da obra, conforme o detalhamento do projeto.

6. Projeto de interiores:
Envolve um layout mais detalhado dos espaços, incluindo o desenho do mobiliário e de peças especiais, a escolha de tecidos, objetos e acessórios decorativos, além da especificação de luminárias e do detalhamento de gesso (sancas, forros e molduras) e piso (paginação especial).

” A definição clara e cuidadosa dos trabalhos de cada etapa é o primeiro passo para a realização de um bom projeto. Elaborar um contrato detalhado que contenha a especificação do serviço, com a área estimada, os prazos, valores e formas de pagamento. Esclarecer o que é de responsabilidade de cada um e os serviços não inclusos, que deverão ser contratados à parte, como os projetos de estrutura e instalações. Essas recomendações evitarão problemas para o arquiteto bem como para o cliente que contratará os serviços profissionais.”

EDINALDO ANDRADE


Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification